23 de agosto de 2008

Afinal quem é a Inês?

Durante uma conversa com uma amiga, um dia destes qualquer, lembro de estar contando uma estória e finalizei com a frase “Não adianta, agora a Inês é morta”,e logo me perguntei e comentei com ela, “Mas quem diabos foi a Inês?” .

A pergunta ficou sem resposta naquele dia porque ninguém sabia me responder, mas durante os dias seguintes pensei constantemente nisto, não só na Inês, mas também em como usamos expressões diariamente e muitas vezes nem sabemos o que significam, ou ainda se usamos corretamente em nossas falas.

Mesmo eu tendo 23 anos de idade, em muitas duvidas e questionamentos ainda recorro a minha mãe, principalmente quando estou com preguiça de procurar! Então resolvi perguntar quem era a Inês, ela mais que prontamente me respondeu que a historia era triste e que me contaria outro dia. Eu morta de curiosidade, até porque procurar a resposta não teria a mesma graça do que ouvir a historia da minha mãe. Mas na era da internet dificilmente minha mãe se daria o trabalho de me contar a longa história da Inês e não teve duvida, procurou um site e me passou o link com a historia.

Estaria mentindo se dissesse que li a historia inteira, achei muito monótona então fui direto para a parte em que a Inês morre. A Inês era uma bela jovem,prima de 2º grau do D. Pedro (não o nosso D. Pedro, algum anterior a ele, filho de um tal de Afonso) , por quem ele se apaixonou, ai conta toda a historia linda e bela que eu pulei na leitura, e logo a corte não estava satisfeita com a Inês ser amante do tal príncipe, torturou e mandou degolar a coitada, quando o príncipe descobriu já era tarde, A Inês era morta!

Fiquei muito satisfeita de saber a historia da Inês, e logo depois descobri que em Portugal (onde tudo aconteceu) existe uma fonte com o nome da Inês e que diz a lenda, as águas que correm desta fonte são a lagrimas da própria, porque coitada deve ter chorado muito e também que Camões dedicou uma poesia a ela.

Diante de toda a satisfação repassei a informação para aquela amiga, com quem eu estava conversando quando despertou minha curiosidade. Mas claro, contei a historia de uma forma muito mais simples e que se algum dia meus filhos me perguntarem vai ser a resposta que terão. A Inês era uma jovem que se apaixonou e transou com o cara errado e acabou sendo degolada por isso, e quer saber...Faz muito , mas muito tempo que a Inês é morta!

10 comentários:

Lívia disse...

Coitada da InÊs!!! Bah...Transou com o cara errado!!!

auhauhauhauhauhuahuahua...

Tche.....mUitO CôMicO! [:P]

Bjs!!!

Anônimo disse...

Coitada da Inês e do D. Pedro, devem estar se revirando no túmulo com a teu resumo da trágica história de amor. Olha aqui bruxinha, eu fui uma mãe pedagogicamente correta, coloquei nas tuas mãos os instrumentos para saberes a história da "Inês é morta". Aliás, filhos podem ter preguiça, mãe não? Imagina eu, que sou historiadora, te contando pelo MSN, a história da Inês, levaria pelo menos umas 4 horas, tu não teve paciência de esperar eu chegar em Pelotas. Agora, a Inês é morta rsrsrrsrsrsrsrsrrsr

Tommy disse...

gabi, muito interessante teu post, pq tem muitas coisas que falamos e nem sabemos da onde saiu... esses dias tava na aula de espanhol e a professora nos falou que a palavra resturante vem dum verbo frances que quer dizer restaurar, isto eh, restabelecer se, recompor se... por isso que falamos restaurante no sentido de restaurar a nós mesmos... eu achei genial ahuhauhauhua
grande bju
parabens pelo blog
tu escreves muito bem, parece que tyo lendo uma coluna da ZH

Stella disse...

Aleluia!!!! Sabemos quem é a Inês!!
Obrigado Gabi, não sei se é inútil, mas agradeço pela cultura adquirida! Rsrsrs Entendeu né!
Pobre Inês!
E Ps:: Adoro quando você escreve, e sabes que aguardo seu livro!
BjUUUU

Stella disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Stella disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
maristane disse...

hummm....

Interessante... será que ja saiu em filme?? mas tambem se saiu não quero ver porque não tem casamento...heheheh...

Belo texto....

beijosssss

ॐTonton Biasoliॐ disse...

E ai guria...como estas??
Vi o link do teu blog atréves do da josi...
Adorei a história da Inês....hehehe..
E como realmente ocorre isso no nosso dia a dia...agora mesmo vieram várias expressões q uso e que na verdade n sabei de fato o de onde sairam e o q são...ao menos esse eu já sei.
Pobre Inês...hehehehehhe...
bjãoooo

Mariana disse...

(maris) na teria a mesma graça...afinal ines estaria morta ..nada de casamento!!! Nunca ouvi falar na ines,mas confesso que fiquei com pena dela..afinal quem nunca "transou" com o cara errado!!!

Anônimo disse...

aiiiiiiiiiiii teve casamento sim. D.Pedro louco de amor, manda desenterrar a Inês, casa com ela e a torna rainha, depois de morta. Por isso a expreeão " agora a Inês é morta" Ahhhhhh que coisa, é mais emocionante que voces possam imaginar.
mammy da Gabi