15 de março de 2009

"Farinha pouca, meu angu primeiro!"



Faz dias que esta frase não me sai da cabeça. Fico pensando o quanto está errado pensar primeiro em mim e depois nas outras pessoas.
As vezes escuto algumas afirmações, me dizendo que eu sou egoísta, prepotente e etc.Ainda não sei responder se escuto isso vindo de fora ou de dentro de mim, mas sempre escuto que é preciso lutar para as relações darem certo, que é preciso fazer concessões, ser tolerante, assumir prioridades e todas estas regras que ditam uma relação “estável e duradoura”
Fico me questionando, será mesmo que é disso que é feita uma relação? Cada um abre mão das suas coisas, às vezes de seus valores, de seus desejos, de suas metas e objetivos e quando se dá conta e olha pra dentro de si, acaba percebendo que já não se é mais autentico, você acaba sendo uma cópia do outro.
Nunca foi isso que quis para mim, eu sempre quis alguém que me entendesse, entendesse que tenho meus desejos e prioridades e que não vou abrir mão desta minha subjetividade, senão deixo de ser eu, para ser outro alguém que no fim das contas não existe!
Então fico ouvindo estas afirmações e me repenso, parte disso vem de dentro de mim, sim, me sinto culpada por de certa forma ter um pensamento egoísta, me angustia pensar que segundo alguns mandamentos alheios por ai, isso é pecado mortal.Amai o próximo...
Mas ai, repenso de novo, e a frase não sai da minha cabeça, “Farinha pouca, meu angu primeiro.” Se eu não pensar em mim ninguém pensa, se eu não tomar as rédeas da minha vida, assumir minhas prioridades e desejos, é muito complicado alguém fazer por mim. E quer saber? O mandamento é “ame o próximo como a ti mesmo” e quem não se ama é incapaz de amar o próximo, quando não nos amamos, mas afirmamos amar o próximo, pode ter certeza que ai só existe uma relação de posse, dependência e não é saudável, é somente uma relação enganosa. E também não é isso que eu quero para mim.
Eu quero ser verdadeira, quero verdade na minha vida, partindo de mim e partindo do outro, através desta verdade estabelecer uma relação de sinceridade, confiança e ai sim, conhecendo verdadeiramente o outro, ai sim amá-lo pelo que ele é, e não pelo aquilo que ele ou eu fantasiam ser...a verdade na minha opinião é a melhor amiga do amor.
E a minha verdade no momento é esta... “Farinha pouca, meu angu primeiro.”
E quem concorda, ótimo, não concorda... Sinto Muito!

6 comentários:

Gustavo disse...

É uma frase em parte meio egoísta, mas o significado que ela tem pra ti acho que não é tanto.
Bjoosss!!!

Alham disse...

HUm se a farinha é pouca quer dizer q já se esta entre a cruz e a espada... e assim volta-se ao que todos nós queremos negar (negação cultural ao meu ver) de que nascemos, morremos e passamos toda a vida sozinhos entende? cada um é um só, temos companhias mas somos uma só pessoa, diferente de todo o resto. Uma relação, penso eu, que é feita de dois diferentes pra formar uma terceira coisa diferente dos proprios "criadores", que fora daquele âmbito continuarão sendo eles mesmos, mas que ali terão de ser um pouco dessa terceira coisa formada d dois... FÁCIL NÃO É infelizmente.

Nicenhah disse...

amigaaa.. eu adorei o texto.. mas o q eh angu? auheheihaihah ooo pessoa de poka cultura neh.. epaokepaoek

ms eu entendi, nao coonseguiria viver assim, mas acho totalmente coerente numa pessoa q principalmente preza pela sua liverdade, te admiro por essa personalidade forte de valores enraizados. Uma honra ser tua amiga. beijossssss

Stella disse...

...

Contraditório...

Enfim...

Sinto muito...
hahahahaha

Beijo lora

~ a Juh! disse...

Eu queria pensar assim mas muitas vezes me anulo por causa dos outros. Mas vc tá certa em pensar em você e não se deixar de lado, construir tua vida ao lado de uma pessoa sendo o que vcs dois são realmente e não o que cada um quer aparentar que seja.
E eu ainda aprendo a fazer meu angu primeiro. =)


Eu já gosto tanto de músicas internacionais como de nacionais. Nesse dia tava mais pendendo pro lado internacional, mas vou fazer um post com musicas nacionais mais pra frente

Beeeeeeeeeeeijos

The last but not the least disse...

Acredito que as coisas não tem receita principalmente as relações...
Então o negócio é ser quem a gente é e ver no que dá!

Hoje fui pro Laranjal de Bike, parei na frente de uma casa que achei que era tua, gritei duas vezes e tu não saiu rsrsrs, acho que tu vai ter que me passar teu endereço porque pelo visto eu não lembro mais onde é.

bjsss