21 de março de 2009

Me apaixono todo dia!


Outro dia conversava com uma colega, enquanto fumava um cigarro, no pátio da faculdade. Em algum momento da conversa ela me disse "Todo semestre eu me apaixono por alguem." E foi muito interessante nossa conversa, pois me fez pensar o quanto nos apaixonamos durante a vida, e olha ja me apaixonei um bocado!
Não é aquela paixão que tira o sono, que faz sofrer, ou que faz o coraçao disparar insandecido. É só uma paixão daquelas assim, que você olha, suspira adimira e pronto, vai pra casa ou pra qualquer outro lugar e esta paixão nao permeia teus pensamentos.
São tambem paixões silenciosas, voce nao conta pra ninguem, a pessoa nunca fica sabendo, e tambem nao se apira uma relação de amor a longo prazo. É apenas uma admiraçao velada, algo platonico, que depois de algum tempo passa e some, se dissolve no espaço.
No caso desta colega, ela relatou se apaixonar por alguem diferente a cada semestre. Eu arrisco dizer que me apaixono todo dia, ou pelo menos quase todos. Veja bem, isso nao interfere no meu relacionamento nem ocupa meus pensamentos quando deito a cabeça no meu travisseiro, mas todo dia conheço alguem que valha a pena ser admirado, que valha a pena aquele supiro, que embora repleto de admiraçao, é muitas vezes unico, breve e em menos de um ou dois dias cai no esquecimento.
Bom, mesmo isso tudo sendo meio piegas, se todos nós permitissimos nos apaixonar todo dia, nao só por pessoas, mas por coisas, por situaçoes, ou sei la, até por uma arvore, poderiamos ter uma vida mais colorida, mais leve e mais gostosa de ser vivida.
E viva as paixoes que só duram 1 dia!

7 comentários:

Alham disse...

Olha Gabi, te digo que não me apaixono todo o dia, mas gostaria de ter participado dessa conversa, pq me apaixono mto tb. E é assim a admiração por uma pessoa, ou por alguma característica da pessoa que faz pensar que ela é mto legal ou q faz algo mto bm e essa admiração (no meu caso) não some mas geralmente se torna carinho e amizade depois.

Tommy disse...

Olha, até onde meu coração já foi, distinguo, a paixão das paixonites ou melhor ainda, admiração. paixao é sim, algo que tira o sono e que confunde os pensamentos... o fogo da paixão... essas mini paixão, pra mim, são pequenas sandices que inventamos para nos proteger ou nos divertir enqto não aparece algo maior, sao coisas artificiais...

Gabi disse...

interessante, mas não consigo fazer com que as paixões não atrapalhem minha vida, meu sono e o dia-dia, no momento ando meio irritada com elas. HAHAHAHA

Gabi disse...

eu voltei porque tu me pressionouuu!! hahahaha beijooo

Barbara Bastos disse...

Acabo de conhecer o seu blog e fiquei encantada.
Quanta sensibilidade em suas palavras.
Apaixonar-se é uma arte.
Digo sempre que me apaixono todos os dias, há 16 anos, pelo mesmo homem. Isso é sim, uma paixão verdaeira.
Amei!
Tb tenho um cantinho onde registro minhas idéias.

http://ideiasdebarbara.blogspot.com

Desde já está convidada a conhecer.
Mil beijos
Barbara

Lih...Amarante disse...

Achei tão bonito esse!!!!
Apaixonar parecer ser tão simples, né?! E, na verdade, é.
Eu confesso que as paixões que me cercam mesmo são as avassaladoras, aquelas de deitar a cabeça no travesseio e pensar por horas a fio, acordar e adormecer pensando, comer compulsivamente e emagrecer inexplicavelmente, de sofrer ao lembrar e forçar sorrisos ao tentar esquecer....
as complexas e conhecidas por todas nossas: paixões avassaladoras...
sem as quais nós FEMININAS não vivemos.
Seu texto me fez viajar, refletir muito. Tem um brilho especial ao meu dia.

Glazii disse...

*-* gostei daqui... acho que eu sou uma menina apaixonada, por Deus, familia, amigos, vida mas também tenho meus amores platônicos... (Ah que não teve!) o fato é ! e muito bom apaixonar - se!!!!
abraços